Nossa história

Missionária e Professora ERNESTINE HORNE foi a fundadora do Instituto Bíblico Betel Canadense. Em 1934 Deus trouxe ao Brasil a missionária enviada pela Missão UESA (União Evangélica Sul Americana) para fundar o Instituo Bíblico Betel na cidade de Patos no sertão paraibano, com o objetivo de preparar moças para obra missionária, recebendo a seguinte promessa dada por Deus: Em Êxodo 23.20 “Eis que envio um anjo adiante de ti, para guardar de ti, para guardar-te pelo te pelo caminho, e conduzir-te ao lugar que te tenho preparado” (Ex. 23:20)

1940 – Instituto Bíblico Betel se estabelece em João Pessoa (PB)

1949 – Chegada da missionária canadense Doris Woodley ao Betel. Início da construção da sede própria, no Bairro Cruz das Armas. 
Doris Woodley: professora e dedicada evangelista, atuou de 1949 a 1979 no Betel.

O Seminário Teológico Evangélico do Betel Brasileiro em 1968 é fundado pela Professora Lídia Almeida de Menezes com o apoio de pastores e líderes denominacionais e também liderado por ela. O Betel Brasileiro torna-se de utilidade pública federal desde 1980, dedicado à formação de vocacionados para atuar em atividades pastorais, missionárias e assistenciais, oferecendo um currículo acadêmico equilibrado, com prática ministerial e vida espiritual.

Pede-me e Eu te darei as -me e Eu te darei as nações por herança e as extremidades da terra por tua possessão”. (Salmo 2:8)

Somos uma Organização Evangélica com mais de 80 anos de existência.

Betel Brasileiro nasceu como instituição de educação Teológica e foi a primeira escola a inserir a Missiologia no estudo da Teologia.

O Betel Brasileiro contou com o total de 1.315 alunos matriculados em 21 seminários, polos e EaD.  

Contamos com uma média 352 Professores qualificados e piedosos de diversas denominações.

QUEM SOMOS

Entidade civil-educacional, sem fins lucrativos, reconhecida de Utilidade Pública Estadual e Federal, sediada em João Pessoa/PB, há 50 anos. Realizamos as seguintes atividades:

• Educacional Teológica

• Eclesial

• Missionária

• Socio-educacional no Brasil e no exterior

NOSSA MISSÃO

Formar verdadeiros discípulos de Cristo na dependência do Espírito Santo, por meio das Escrituras Sagradas, com visão missionária de alcançar as nações para o Reino de Deus, desenvolvendo a obra educacional missionária, eclesial e social no Brasil e no mundo.

NOSSA VISÃO

Ser uma Instituição de referência na educação teológica e Missiológica, no Brasil e no mundo, com um modelo gerencial de qualidade e total dependência de Deus, com o propósito de alcançar as necessidades do homem moderno, contribuindo com excelência para a edificação e missão integral da igreja.

CINCO PILARES DA INSTITUIÇÃO

Seminário – STBB

Igreja – SUMEBB

Agência Missionária – AMBB

Assistência Social – DEASBB

Publicações

PILARES EDUCACIONAIS

Formação Espiritual

Formação Prática

Formação Missiológica

Formação Acadêmica

CONHEÇA ALGUNS MARCOS EM NOSSA HISTÓRIA

1934 – Instituto Bíblico Betel é fundado na cidade de Patos, no sertão paraibano, pela missão UESA( União Evangélica Sul Americana) e dirigido pela missionária canadense Nillie Ernestine Horne.

1940 – Instituto Bíblico Betel se estabelece em João Pessoa (PB)

22/12/1968 – Lídia Almeida de Menezes funda o Instituto Bíblico Betel Brasileiro, com o apoio de pastores e líderes denominacionais.

1970 – Primeiro avanço Missionário, prática mantida pelo Betel até hoje, proclama o Evangelho em periferias e sertões nordestinos.

1970 – As betelinas iniciam a evangelização entre os índios potiguaras.

1972 – Instituído o CENAM (Centro acadêmico de Missões), órgão de formação da consciência missionária dos seminaristas.

Dezembro de 1977 – Primeira viagem das alunas: apresentação do Jogral, ministério permanente de evangelização e despertamento missionário de alcance nacional.

02/09/1979 – Raio de Luz foi doada ao Betel Brasileiro, pela Dra. Donina Andrade, e permaneceu uma destacada revista de circulação nacional, promotora de edificação cristã e consciência missionária. De fevereiro de 1988 a agosto de 2000, foi dirigida por Cláudia Mércia Eller Miranda.

1981 – Início da primeira classe de homens vocacionados ao ministério.

03/03/1987 – Organizada a Agência Missionária Betel Brasileiro (AMBB)

05/08/1987 – Inaugurado o Seminário Teológico Betel Brasileiro em São Paulo, com o apoio de Flávio Grassano. De 1991 até 2018 foi dirigido por Durvalina Bezerra.

01/01/1995 – Inicio do programa de Pós-Graduação oferecido pelo Betel Brasileiro sob a Coordenação do Dr. Cézar Ruiz.

13/06/2002 – Falecimento da fundadora do Betel Brasileiro, Professora Lídia Almeida de Menezes.

13/07/2002 –  Posse da nova diretora do Betel Brasileiro, presidida pela missionária Glicia Almeida Fischer de Miranda.

2002 – Inicia-se a Coordenação Geral de Ensino Teológico do Betel Brasileiro, exercida por Durvalina B. Bezerra, atuante educadora e integrante da liderança da associação dos professores de Missões do Brasil (APMB) e da Associação de Missões Transculturais Brasileiras (AMTB).

15/10/2008 – O Betel Brasileiro comemora seus 40 anos de fundação. Somando-se este período ao da administração estrangeira, a instituição betelina perfaz, ao todo, 74 anos de abençoada e frutífera atuação.

2010 – Assume a presidência o Pastor Edmundo Jordão de Vasconcellos Neto.

2018 – O Betel Brasileiro comemora seus 50 anos de fundação

Fevereiro de 2019 – Assume presidência a Missionária Eva Rego Nóbrega.

2018 -Posse da nova Diretora Acadêmica (Diurno) em São Paulo, Profª Dra. Mariú M. M. Lopes.

2018 – Posse do novo Diretor Acadêmico (Noturno) | Administrativo em São Paulo, Profª Dr. Emmanuel Roberto Leal de Athayde.

Declaração Doutrinária                          

1 – A existência de um só Deus que subsiste em três pessoas, com igual essência, poder e glória: Pai, Filho e Espírito Santo – Mt 28.18-19; Mc 1.10 – 11 ; 2 Co 13.13.

2 – A soberania divina, seus decretos e atributos eternos e imutáveis – Dt 4.39; 33.39 – 40; Is 46.9-10; 1 Cr 29.11-12; Ap 4.11.

3 – A plena e divina inspiração das Escrituras canônicas (os sessenta e seis livros), sua inerrância, infalibilidade, sua única e final autoridade e suficiência em assuntos de fé e prática 2 Tm 3.16-17; 2 Pe 2.20-21.

4 – A criação do homem à imagem e à semelhança de Deus, com um espírito imortal, a queda de toda a humanidade em Adão, sua conseqüente depravação total e sua necessidade de regeneração – Gn 1.26; Rm 3.23; 5.12.

5 – A responsabilidade moral do homem diante do Criador e as conseqüências temporais e eternas de suas decisões – Rm 14.11-12; Gl 6.7-9; Ap 20.11-12.

6 – O propósito divino de oferecer salvação ao pecador, através do sacrifício de Cristo na cruz do Calvário – Jo 3.16; 2 Co 5.19-20.

7 – A divindade do Senhor Jesus Cristo, o unigênito Filho de Deus, único mediador entre Deus e os homens, sua eterna pré-existência, sua encarnação, seu nascimento virginal, sua vida sem pecado, sua morte expiatória e vicária, sua ressurreição corpórea, sua ascensão e intercessão pelos salvos – Jo 1.1-2,14,18; 1Co 15.1-4; Fp 2.5-11; Hb 7.24-25.

8 – A justificação somente pela graça, mediante a fé em Cristo Jesus, concedida por Deus e assegurando a salvação eterna dos filhos de Deus – Jo 1.12-13; 5.24; Rm 1.1-5; 5.1-5.

9 – A atuação indispensável do Espírito Santo para a regeneração do homem pecador, para a santificação e capacitação dos crentes no testemunho autêntico de Cristo – Jo 14.26; 16.7-8; At 1.8; Gl 5.16-18; Ef 1.13-14.

10 – Uma única igreja universal e apostólica, que é o corpo de Cristo, da qual Ele é o cabeça – Mt 16.16-19; Ef 1.20-23; 5.28-32; 1 Co 12.12-31; 1Tm 3.15.

11 – A contemporaneidade dos dons ministeriais e espirituais dados para o serviço sagrado – Rm 12.3-8; Ef 4.11-14; 1Co 12.1-11.

12 – A existência dos anjos eleitos e caídos e da pessoa de Satanás, suas obras e sua condenação eterna – Rm 16.20; 1 Tm 5.21; 2Pe 2.4; Ap 20.7-10.

13 – As ordenanças de Cristo Jesus para sua igreja: batismo e ceia do Senhor – Mt 26.26-29; 28.18-20; Mc 16.15-16; 1 Co 11.23-33.

14 – A responsabilidade imperativa da igreja local no cumprimento da sua missão histórica: adoração, edificação e proclamação do Evangelho a todos os povos da Terra – Mt 28.18-20; Mc 16.15-16; At 1.8

15 – O cumprimento da missão integral da igreja: o Evangelho pleno para todos os homens – Mt 22.34–40; 25.31-46; Lc 10.25-37.

16 – A visível e pessoal segunda vinda do Senhor Jesus Cristo, a ressurreição corpórea dos salvos e sua eterna bem -aventurança para a glória eterna e a punição eterna dos perdidos – 1Ts 4.13-18; Ap 20.11-15; 21.1-8.